Dia Mundial de Prevenção de Quedas é lembrado pela Melhor Idade de Hortolândia

Proposta dos Centros de Convivência da Melhor Idade do Remanso e do Jd. Amanda é levar informação e conscientização para se evitar possíveis riscos de queda

O Dia Mundial de Prevenção de Quedas, celebrado nesta sexta-feira (24 de junho), não passou em branco em Hortolândia. Os CCMIs (Centros de Convivência da Melhor Idade) do Remanso Campineiro e do Jd. Amanda realizaram uma abordagem interativa junto aos idosos, por meio do teatro, para levar informação e conscientização para se evitar possíveis riscos de queda, especialmente nas atividades do cotidiano vividas em casa.


De acordo com a coordenadora do CCMI do Remanso Campineiro, Fernanda Fadiga, o grupo de teatro da melhor idade realizou apresentação com cenas do dia-a-dia, simulando variados tipos de quedas, como por exemplo, tropeção num tapete, desequilíbrio em escada e até uso inadequado de chinelos. “Ao fim de cada encenação, o fisioterapeuta Alfredo Wanger da Conceição, realizava explanação técnica sobre o acidente e formas que a queda poderia ser evitada. Como foi uma atividade super interativa, foi possível prender a atenção dos idosos e pudemos passar importantes informações, conscientizando e mostrando que o perigo pode estar dentro de casa”, explicou Fernanda.


Durante as apresentações no CCMI do Remanso e no Jd. Amanda, cerca de 150 idosos estiveram presentes. Ao final foi distribuído cartilha com informações sobre prevenção de quedas. “Tivemos um momento onde os nossos idosos puderam relatar experiências de quedas vividas e o quanto é importante tomar algumas ações simples para se evitar quedas em suas próprias residências. A queda para o idoso é um grande fator de risco à saúde, uma vez que a recuperação é mais lenta e, em caso de acidentes o distanciamento social pode até levar a casos de depressão. Por isso, é fundamental tomar todos os cuidados para que os idosos evitem qualquer tipo de queda”, finalizou Fernanda.

Categoria:Famosos

Deixe seu Comentário